Terceira mensagem

Deus tem o universo todo para cuidar, mas o planeta Terra está dando muito trabalho.

– Senhor, a situação na Terra está como eu gosto, infernal!…

– Chamou os teus enviados de volta?

– Eu sugeri que voltassem, que fossem se divertir em outro planeta, mas eles estão adorando a Terra. Eles estão se divertindo e não os posso recriminar. O senhor sabe que a única regra do Inferno é a obediência surda e cega a mim, no mais… não há mais. Não posso cortar a diversão dos meus súditos ou deixo de ser um grande líder. O que eles mais amam em mim é a permissividade. Os humanos andam descontrolados, senhor.

– Eu sei disso.

– Sim, o senhor tudo sabe… Eu estava pensando, que tal mais um dilúvio?

– Eles não se intimidam com os terremotos, os tsunamis… Não refletem.

– Ah, me desculpe a dica, mas com os terráqueos é só no grito. Tem que ser claro. Tem que ecoar!… O senhor tem que dar um jeito de deixar claro: ou eles se emendam, ou… ou o quê? No que o senhor está pensando? No início foi o caos e tenho para mim que para lá eles caminham de volta.

– Há muitos filhos bons, de boa conduta, de conduta certa… Não posso acabar com tudo. Sou o criador ou o destruidor?

– Na verdade não estou satisfeito com os terráqueos descontrolados.

– Achei que você estivesse exultante com a confusão na Terra…

– Não porque enche o inferno. O senhor não aceita gente ruim e acabam todos batendo na minha porta.

– Oh, Deus!…

– O que o senhor disse?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.